quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Petrópolis no The Travel World


Neste link:  http://www.thetravelword.com/2014/01/14/petropolis-brazil-history-nature/  um artigo em inglês sobre turismo em Petrópolis, publicado pela reporter Alexandra Brascombe. Fotos minhas e do fotógrafo petropolitano Flavio Varricchio.

segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Fotografando a Hora Mágica no Alto da Ventania


Em meados de 2013 eu acampei no cume do Alto da Ventania, montanha de 1.560m de altitude que fica na Serra da Estrela, Petrópolis. Fiz várias fotos do entardecer e do céu estrelado, mas não pude fotografar o nascer do sol, pois era final do outono e o sol estava nascendo por trás do maciço da Serra dos Órgãos. Ficou a vontade de voltar no verão para pegar o sol mais para a direita, na linha do horizonte.

O relato desse acampamento está neste link: http://amagiadamontanha.blogspot.com.br/2013/05/acampando-no-alto-da-ventania.html

Depois de um início de verão bastante chuvoso o tempo acabou firmando nesses primeiros dias de 2014. Fiz meus estudos no The Photographers Ephemeris e vi que o sol nasceria às 6:19 a 113,9º, conforme o mapa abaixo (a linha do nascer do sol é a amarela).

(Clique na imagem para ampliar)

Convidei uns amigos e a turma compareceu. Abaixo nosso planejamento reverso:

Nascer do sol: 6:19
Início da hora mágica: 5:40
Chegada ao cume: 5:15
Início da caminhada: 3:45
Encontro: 3:00

Assim no sábado a noite fui dormir com o despertador ajustado para 2:15 da madruga. Essa é a parte dolorosa dessas fotos de montanha...

Na madrugada acordei, passei um café e botei numa garrafa térmica. Peguei a tralha e parti para o ponto de encontro.

A turma foi pontual e todos estavam surpreendentemente animados. Estávamos nos encontrando para subir uma montanha enquanto a turma da noitada ainda se divertia. Cena curiosa, que eu até já me acostumei a ver. Arrumamos tudo e seguimos em dois carros para o bairro Caxambu.

Começamos a caminhar com nossas lanternas. Noite sem lua, tudo bem escuro, céu estrelado. Lá pela metade da subida começamos a ver raios bem distantes, a oeste. Mas na Serra da Estrela o tempo estava firme.

Chegamos no cume. Já dava para ver alguma claridade na direção onde o sol nasceria, mas ainda estava bem escuro. Nos agasalhamos, fizemos um lanche e começamos a montar os tripés. Poucos minutos depois já estávamos vendo as cores da hora mágica.


Pouco antes do sol nascer fizemos uma foto do grupo.


Felipe Barros, Camila Guerra, Marcos José Pinto, Miguel Berredo, José Renato Romão, Cida Romão e eu.

Logo em seguida o sol nasceu, o momento mágico que marca o início de um novo dia. O vento aumentou de intensidade e nós tentamos nos concentrar para fazer nossas fotos.


Na medida em que o sol ia subindo o frio ia ficando menos intenso. Aos poucos fomos arrumando nosso material para a volta. No finalzinho ainda fizemos alguns bonitos registros dessa manhã na montanha.




Garanta sua vaga na Oficina de Fotografia Serras de Petrópolis