quarta-feira, 4 de setembro de 2013

Usando o Flash de Preenchimento em Fotos de Paisagem


A técnica do Flash de Preenchimento pode ser bastante útil em fotos de paisagem. O conceito é utilizar o flash para preencher alguma área sombreada no primeiro plano, de forma bem discreta. É possível aplicar essa técnica com o flash pop-up da própria câmera, mas em algumas situações vai faltar potência para equilibrar a luz, principalmente em situações de contra-luz ou luz do dia. Além disso, as unidades de flash externo tem a capacidade de direcionar o flash, o que é bastante útil.

A primeira providência é ler o manual da câmera e verificar qual a maior velocidade de sincronização do flash. Na minha câmera, uma Canon 5D mark II, essa velocidade é 1/200 segundos.

Os segundo passo é enquadrar a cena e fazer a fotometria normal a partir da luz da paisagem, mantendo a velocidade num valor igual ou menor que a velocidade de sincronização.

O passo seguinte é ligar o flash e definir a compensação de exposição do flash na câmera como -1 (menos um ponto em relação à medição da câmera). O conceito aqui é ter a intensidade do flash um pouco abaixo da luz natural, mas isso é uma definição teórica. Como a luz natural é bastante complexa, essa regulagem serve apenas como ponto de partida.

Feita essa regulagem, basta fazer algumas fotos avaliando o resultado e fazendo pequenos ajustes até encontrar o ponto certo do flash. Abaixo uma sequência de fotos que exemplifica esse processo. O flash usado foi o Canon 430 EX II

Teste 1 - fotometria pela cena e compensação de exposição do flash em -1 ponto


A fotometria do fundo está correta, mas o flash ficou forte e especialmente intenso no chão.

Teste 2 - baixei um ponto na compensação de exposição do flash


Flash um pouco mais discreto, mas ainda forte e visível no chão.

Teste 3 - baixei mais um ponto na compensação de exposição do flash e direcionei o flash um pouco para cima


Nessa foto a intensidade do flash ficou correta  e o chão passou a ser iluminado pela luz da janela, dando um aspecto bem natural à foto. Essa foi a foto final.

Depois dessa foto mudei a câmera para o modo auto e fiz uma foto de comparação. O enquadramento e a luz externa são rigorosamente os mesmos, mas o resultado ficou extremamente feio e artificial.


A comparação da foto feita com a técnica do flash de preenchimento versus modo automático mostra bem a possibilidade de se fazer boas fotos com essa técnica. É importante ficar atento à velocidade de sincronização. Se deixar uma velocidade acima é provável que a câmera baixe a velocidade por conta própria e a foto sairá com o fundo super-exposto. Alguns flashes tem a funcionalidade de high speed sync, que permite o uso de velocidades acima da velocidade de sincronização nativa da câmera. Isso é bastante útil.

Enfim, uma técnica relativamente simples que requer talvez o investimento numa unidade de flash e algum treino. Mas o esforço costuma valer a pena.

Portais de Hércules, Serra dos Órgãos
(clique na foto para ampliar)

Vale do Jaborandi, Três Picos
(clique na foto para ampliar)


Gostou do artigo? Para ir mais à fundo nesta e em outras técnicas,conheça o Workshop de Fotografia de Montanha


11 comentários:

  1. Já ouvi mais de uma pessoa dizer que à medida que o ISO elevado vai evoluindo, a tendência é que o flash desapareça. Na minha humilde opinião isto é um verdadeiro sofisma. Waldyr, o que você mostra aqui é algo pra muita gente parar pra pensar e rever seus conceitos, e, ir além: botar em prática esse fill-flash que só traz vantagens. E não é um bicho-de-sete-cabeças. Parabéns e obrigado por sua generosidade em compartilhar seu conhecimento.

    Um amigo do Esquina.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por comentar meu "Amigo do Esquina". Também compartilho dessa sua opinião.

      Excluir
  2. Diga muito interessante, já conhecia essa técnica, mas os exemplos ficaram muito claros e a diferença na qualidade final é impressionante. Vou tentar dominar melhor esse tal de flash externo :) Abraços e boas fotos!

    ResponderExcluir
  3. Grande domínio da técnica. Lindas fotos. Parabéns. Um dia eu chego lá. ;-)

    ResponderExcluir
  4. Obrigado Pedro de Portugal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu pela visita Pedro ! Espero que as informações tenham sido úteis,

      Excluir
  5. Muito interessante, vou praticar, valeu Waldyr!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado Tatiana ! Nos vemos no Workshop.

      Excluir
  6. Olá tudo bem Waldyr?? Eu gostaria de fazer uma pergunta, a lente usado para realizar essas fotos de paisagens, seria a EF 17-40mm f4/L ???, poisa são demais mesmo!! Parabéns pelo trabalho e pelo blog!

    ResponderExcluir

Deixe aqui seu comentário.